Inscreva-se já!
Os maiores nomes do mercado de Cloud Computing Em uma conferência recheada de
negócios, oportunidades e informações

Google Chromebook pronto para o embate com os tablets Windows 8

Grande parte da atenção do mundo da tecnologia neste mês de outubro ficou concentrada em dois tablets: o Microsoft Surface com Windows 8, que acaba de tornar-se disponível para pré-venda, e o iPad mini, ambos ainda incipientes no mercado brasileiro. O Google também fez este mês um anúncio de novo hardware, mas que nada tem a ver com dispositivos móveis de telas sensíveis ao toque. Em vez disso, o gigante das buscas lança seu Chromebook, um notebook desenvolvido em parceria com a Samsung que começará a ser vendido por apenas 249 dólares nos Estados Unidos.

No que diz respeito às especificações técnicas, o Chromebook Samsung pesa aproximadamente 2 quilos e possui uma tela de 11,6 polegadas (com resolução de 1366 x 768 pixels), com processador Dual ARM-based 1.75GHz Samsung Exynos 5. De acordo com o Google, o aparelho deve iniciar em menos de 10 segundos e, dependendo do uso, uma única carga de bateria deverá durar até 6,5 horas; além de 3G opcional para usuários que costumam trabalhar e jogar fora do alcance de convenientes conexões Wi-Fi.

Os Chromebooks executam Chrome OS, sistema operacional do Google para laptops e desktops fortemente embasado na nuvem. Além de serviços em nuvem, como o Gmail, o Chrome OS inclui o acesso à Chrome Web Store e seus aplicativos. Embora haja algum recurso offline, incluindo o Gmail Offline e a edição de documentos via Google Docs (agora Google Drive), este é um dispositivo destinado a operar online praticamente em tempo integral. O argumento do Google a respeito é que o Chrome OS será atualizado automaticamente e, portanto, nunca se tornará obsoleto.

Do ponto de vista de produto, o Chrome OS e seu hardware associado encontram-se em uma batalha de duas frentes: a primeira contra PCs com Windows e Macs, os quais poderiam reivindicar um hardware mais robusto por um custo semelhante aos Chromebooks velhos (que começaram a ser vendidos por 449 dólares), e a segunda contra os tablets, que oferecem o mesmo grau de flexibilidade e conectividade por preço mais barato. Ao definir o custo do novo Chromebook a 249 dólares, o Google torna a batalha de preços em condições mais favoráveis para os consumidores​​.

Uma estratégia a ser confirmada é também o Google empurrar seu Chrome OS com a mesma intensidade que fez para tablets e smartphones Android. Se o futuro Windows 8 falhar com seus usuários, isso poderia dar a sistemas operacionais alternativos, como o Chrome OS, uma abertura sem precedentes para aproveitar um pouco mais da fatia de mercado destinada a desktops e notebooks. Mas estariam os consumidores confortáveis com um dispositivo que depende muito de uma conexão à Internet, cujos aplicativos e recursos alimentam-se quase que inteiramente da nuvem?

Fonte: SlashCloud [em inglês]

Patrocinadores

Patrocinadores Diamond

UOL Host

Mandic

Patrocinadores Platinum

Rackspace

Patrocinadores Gold

Locaweb

Patrocinadores Silver

Red Hat

SuperMicro

Fusion-io

Neuwald

Patrocinadores Bronze

4Linux - Free Software Solutions

ServerLoft

ShapeBlue

 
Apoio:












Organização:



Promoção:


Mídia oficial:


Mídias de apoio:





Últimas Notícias

28/10/2013

A nova era Cloudnomics
Leia mais

22/10/2013

Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem
Leia mais

15/10/2013

Corretagem na nuvem é tendência para 2014
Leia mais

14/10/2013

CloudConf 2013 aproxima profissionais e fornecedores de serviços para cloud computing
Leia mais

04/10/2013

CloudConf 2013: assista aos vídeos das palestras!
Leia mais

Outras notícias

Mapa do site
Sobre a CloudConf LatAm 2013 Inscreva-se! Programação do evento
Oportunidades de patrocínio LocalizaçãoContato
Últimas notícias Edição anteriorSiga-nos no Twitter