Inscreva-se já!
Os maiores nomes do mercado de Cloud Computing Em uma conferência recheada de
negócios, oportunidades e informações

Windows Server se transforma em um servidor de nuvem

MicrosoftSe existiam dúvidas de que a Microsoft vê a Amazon como uma ameaça potencial à sua estratégia de computação em nuvem -- ou ao menos que deseja desesperadamente os clientes da nuvem da Amazon -- então o recente anúncio da empresa durante sua Worldwide Partner Conference em Toronto deve acabar com essas interrogações.

A Microsoft anunciou um conjunto de tecnologias desenvolvidas para, nas palavras da própria empresa, "oferecer recursos consistentes com os serviços executados no Windows Azure." Ao tirarmos isso do jargão corporativo, isso significa que a Microsoft preparou uma plataforma através da qual seus parceiros podem começar a oferecer infraestrutura como serviço (IaaS), algo que a coloca em rota de colisão direta com a Amazon. A empresa está fazendo isso agregando o Windows Azure Web Sites, Virtual Machines, Service Management Portal e APIs para o Windows Server.

Usando a plataforma da Microsoft, os provedores de hospedagem serão capaz de oferecer aos seus clientes uma variedade de serviços, incluindo máquinas virtuais (VM) e hospedagem de websites. O GoDaddy aparentemente é o cliente piloto dessa inciativa.

Os serviços de Website-hosting suportam frameworks como ASP.NET, Classic ASP, PHP e Node.js; a plataforma também integra a Web App Gallery, e oferece controle de métrica e velocidade. O recurso Virtual Machines permite que provedores criem ofertas de IaaS para máquinas virtuais Windows Server e Linux. O Service Management Portal e APIs permitem que os administradores de TI e outros profissionais gerenciem sites e serviços de máquinas virtuais, além de dar aos seus clientes a habilidade de provisionar suas próprias particularidades na web.

Os requisitos de sistema incluem ao menos quatro máquinas virtuais executando o Windows Server 2012 ou o Windows Server 2008 R2, juntamente com o System Center 2012 SP1 CTP2 VHD. Em cada uma dessas máquinas virtuais os administradores também precisarão instalar o .NET Framework 3.5 e o .NET Framework 4 com todas as atualizações aplicáveis.

Com relação aos seus produtos de computação em nuvem, a Microsoft tem adotado uma política centrada em seus parceiros recentemente; durante a Worldwide Partner Conference, ela anunciou o novo "Office 365 Open", essencialmente um serviço de revenda para a plataforma de produtividade baseada em nuvem. Ainda é incerto se esses esforços colocarão a Microsoft em uma melhor posição para competir com vários de seus rivais na nuvem (como o Google e a Amazon), mas uma coisa é verdade: ela quer esse mercado para si.

Fonte: slashcloud, em inglês.

Patrocinadores

Patrocinadores Diamond

UOL Host

Mandic

Patrocinadores Platinum

Rackspace

Patrocinadores Gold

Locaweb

Patrocinadores Silver

Red Hat

SuperMicro

Fusion-io

Neuwald

Patrocinadores Bronze

4Linux - Free Software Solutions

ServerLoft

ShapeBlue

 
Apoio:












Organização:



Promoção:


Mídia oficial:


Mídias de apoio:





Últimas Notícias

28/10/2013

A nova era Cloudnomics
Leia mais

22/10/2013

Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem
Leia mais

15/10/2013

Corretagem na nuvem é tendência para 2014
Leia mais

14/10/2013

CloudConf 2013 aproxima profissionais e fornecedores de serviços para cloud computing
Leia mais

04/10/2013

CloudConf 2013: assista aos vídeos das palestras!
Leia mais

Outras notícias

Mapa do site
Sobre a CloudConf LatAm 2013 Inscreva-se! Programação do evento
Oportunidades de patrocínio LocalizaçãoContato
Últimas notícias Edição anteriorSiga-nos no Twitter