Inscreva-se já!
Os maiores nomes do mercado de Cloud Computing Em uma conferência recheada de
negócios, oportunidades e informações

Gasto com computação em nuvem deve dobrar em 2016

Nuvem empresarialGastos de empresas com serviços de nuvem pública devem praticamente dobrar nos próximos quatro anos, é o que diz uma nova previsão apresentada pela empresa de pesquisa Gartner.

Mais especificamente, ela espera que o gasto aumente de 109 bilhões de dólares em 2012 para 207 bilhões de dólares em 2016. As empresas pagavam em torno de 91 bilhões de dólares em serviços de nuvem pública em 2011, de acordo com a Gartner.

"Embora o crescimento global da economia enfrente desafios -- a crise na zona do euro, uma fraca recuperação americana e a desaceleração da economia chinesa -- prevemos mais estabilidade," afirmou Richard Gordon, um dos vice-presidentes de pesquisa na Gartner, em uma nota que divulgou no dia 9 de julho acompanhando os dados e estatísticas levantados. "Houve pouca mudança tanto na confiança do negócio ou do sentimento do consumidor no último trimestre, assim a previsão para o futuro próximo ainda é de cuidade em gastos com TI."

A maior parte dos gastos relacionados com nuvem são para o que o Gartner chamou de "processos de negócios como serviço", seguido de plataforma como serviço (PaaS), software como serviço (SaaS) e infraestrutura como serviço (IaaS).

De forma mais geral, a Gartner prevê que o gasto total em tecnologia da informação deve subir de 3,5 trilhões de dólares em 2011 para 3,7 trilhões em 2013.

As empresas não são as únicas a entrar seriamente na nuvem: o Gartner recentemente previu também que consumidores vão armazenar mais de um terço de seu conteúdo digital na nuvem em 2016. Isso representa um aumento significativo se comparado com 2011, quando estimou-se que 7 por cento do conteúdo de consumidores eram armazenados na nuvem. Ao todo, a empresa de pesquisa prevê que o média de dados armazenados por casa pode aumentar de 464GB em 2011 para 3.3TB em 2016.

Mas são as empresas que enfrentam mais desafios quando o assunto é adotar a computação em nuvem, do que o consumidor. A princípio, a nuvem levanta uma série de problemas relacionados com temas que vão de exigências regulatórias até a criptografia e outras formas de proteção de dados. Funcionários acostumados a aplicativos executados internamente devem ser instruídos em como usar a nuvem, enquanto os administradores e outros profissionais de TI da empresa precisam aprender a manipular painéis e processos completamente novos para que possam gerenciar adequadamente os serviços online.

Apesar de diso, se as previsões do Gartner se mostrarem acertadas, as empresas vão evidentemente perceber os benefícios da nuvem como algo que superam custos e potenciais desvantagens. De fato, se as empresas permanecerem cautelosas com o gastos, a nuvem pode provar um boon de crescimento para setores de TI buscando faturamento e crescimento.

Fonte: slashcloud, em inglês.

Patrocinadores

Patrocinadores Diamond

UOL Host

Mandic

Patrocinadores Platinum

Rackspace

Patrocinadores Gold

Locaweb

Patrocinadores Silver

Red Hat

SuperMicro

Fusion-io

Neuwald

Patrocinadores Bronze

4Linux - Free Software Solutions

ServerLoft

ShapeBlue

 
Apoio:












Organização:



Promoção:


Mídia oficial:


Mídias de apoio:





Últimas Notícias

28/10/2013

A nova era Cloudnomics
Leia mais

22/10/2013

Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem
Leia mais

15/10/2013

Corretagem na nuvem é tendência para 2014
Leia mais

14/10/2013

CloudConf 2013 aproxima profissionais e fornecedores de serviços para cloud computing
Leia mais

04/10/2013

CloudConf 2013: assista aos vídeos das palestras!
Leia mais

Outras notícias

Mapa do site
Sobre a CloudConf LatAm 2013 Inscreva-se! Programação do evento
Oportunidades de patrocínio LocalizaçãoContato
Últimas notícias Edição anteriorSiga-nos no Twitter