Inscreva-se já!
Os maiores nomes do mercado de Cloud Computing Em uma conferência recheada de
negócios, oportunidades e informações

Estaria o Windows 8 preparado para um mundo baseado em nuvem?

A Microsoft tem apostado alto que o Windows 8, próxima geração de seu sistema operacional a ser lançado ainda este ano, se provará um sucesso estrondoso entre consumidores e empresas.No entanto, o Windows 8 enfrenta um cenário radicalmente diferente daquele vivido por seus antecessores, incluindo o Windows 7. Para começar, os serviços e plataformas em nuvem estão proliferando de forma insana; O que significa afirmar que finalmente um usuário de nível intermediário poderá navegar o dia todo na Internet sem precisar de qualquer tipo de ambiente de trabalho baseado em aplicativos, mas apenas um navegador e uma conexão de decentes.

Um dos maiores rivais da Microsoft, o Google, já está se apressando para aproveitar esse admirável mundo novo com seu Chrome OS, sistema operacional baseado em browser instalado em laptops fabricados (até agora) pela Samsung e Acer. Esses "Chromebooks" irão oferecer uma suite de serviços online do Google e uma seleção de aplicativos em nuvem através da Chrome Web Store. Já a Apple, rival da Microsoft em outro sistema operacional, também já incorporou mais e mais recursos na nuvem em seu Mac OS X. Além de uma App Store, a plataforma iCloud permite aos usuários a sincronização de conteúdo em todo seu ecossistema de dispositivos iOS e Mac OS X.

Em segundo lugar, dispositivos móveis, como smartphones e tablets, estão começando ofuscar os PCs na preferência dos usuários (e não estamos aqui nos referindo apenas aos perfis mais "geeks"). À luz de tudo isso, o Windows 8 emerge levando consigo todo o legado de sistemas operacionais anteriores do Windows, oferecendo a possibilidade de executar aplicativos diretamente da área de trabalho, o que deve surgir como o cenário mais promissor para esses "novos" conceitos de nuvem & aplicativos móveis. E claro, com a árdua meta de vender licenças suficientes para previnir qualquer colapso no Windows Vista.

Para ter uma ideia de como será a nova solução da Microsoft, a tela "Iniciar" deve ter o mesmo design que definem os projetos do Windows Phone e Xbox (veja imagem que ilustra esse post, da visualização do Windows 8 Consumer Preview). Os quadrados grandes e coloridos, conectados a aplicativos e capazes de exibir todos os tipos de dados ativos, poderão ser acionados por toque (se o Windows 8 estiver sendo executado em um tablet, por exemplo) ou por clique, com igual facilidade.

A partir daí, o usuário pode pular para uma interface mais "tradicional" do Windows, ou seja, o familiar desktop. Dentro desse ambiente, a Microsoft fez alguns ajustes significativos para a interface do usuário e conjunto de recursos, incluindo o temido atalho para o Windows Explorer. A Microsoft também está lançando uma versão do Windows para dispositivos baseados em ARM, como tablets. Essa interação, conhecida como Windows RT, é vista por pessoas de fora da empresa como a resposta da Microsoft ao iPad da Apple: um sistema leve, que enfatiza a facilidade de trabalhar com uma seleção dos grandes aplicativos baseados em nuvem (no caso da Microsoft, aplicativos no estilo "Metro" desenvolvidos conforme sólidas especificações de desenvolvedores terceiros).

Vale ressaltar que o Windows 8 acessível por tablets é parte de uma gigantesca estratégia da Microsoft para competir nesse mercado, e a matriz da empresa em Redmond deseja desesperadamente que seus parceiros de hardware criem dispositivos capazes de lutar de igual para igual com o iPad da Apple, bem como com os mais sofisticados dispositivos multitoque do Google Android. A Neowin recentemente vazou as especificações pretendidas para próximo tablet da Dell baseado em Windows 8, que incluem uma tela de 10.8 polegadas com resolução de 1366 x 768 pixels, aproximadamente 712 gramas de "peso inicial", processador Intel Trail Clover Atom Dual-Core e armazenamento em disco de 128GB, além de uma ampla variedade de acessórios.

Desde o mês passado, a blogosfera tem feito um verdadeiro "buzz" em torno do Windows RT pela falta de políticas de apoio a grupos, uma exigência de administradores de TI de empresas que necessitam controlar redes e criação de domínios, que em teoria poderiam excluir quaisquer dispositivos Windows RT de se conectarem a redes corporativas. Um porta-voz da Microsoft preferiu não comentar a respeito.O Windows 8 terá obviamente um browser e uma loja de aplicativos, bem como integração com serviços baseados em nuvem da Microsoft, como o SkyDrive. Esses são todos os pontos a seu favor, em termos de abraçar aplicativos em nuvem. A situação com as políticas de grupo e domínio poderia afetar o Windows RT no que tange a negócios na nuvem, mas a Microsoft poderia inferir que o produto estivesse em um contexto mais para B2C do que B2B.

Se o Windows 8 será um sucesso ou um fracasso como plataforma (móvel) na nuvem irá depender muito do interesse de desenvolvedores terceiros em construir aplicativos diversos. Mas o maior sucesso do Windows 8 dependerá de fatores muito mais impactantes, como por exemplo se as pessoas ainda estarão predispostas a passarem por longas atualizações após a adoção do seu sistema operacional ou irão pular para outros sistemas concorrentes.

Fonte: Slashdot Cloud [em inglês].

Patrocinadores

Patrocinadores Diamond

UOL Host

Mandic

Patrocinadores Platinum

Rackspace

Patrocinadores Gold

Locaweb

Patrocinadores Silver

Red Hat

SuperMicro

Fusion-io

Neuwald

Patrocinadores Bronze

4Linux - Free Software Solutions

ServerLoft

ShapeBlue

 
Apoio:












Organização:



Promoção:


Mídia oficial:


Mídias de apoio:





Últimas Notícias

28/10/2013

A nova era Cloudnomics
Leia mais

22/10/2013

Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem
Leia mais

15/10/2013

Corretagem na nuvem é tendência para 2014
Leia mais

14/10/2013

CloudConf 2013 aproxima profissionais e fornecedores de serviços para cloud computing
Leia mais

04/10/2013

CloudConf 2013: assista aos vídeos das palestras!
Leia mais

Outras notícias

Mapa do site
Sobre a CloudConf LatAm 2013 Inscreva-se! Programação do evento
Oportunidades de patrocínio LocalizaçãoContato
Últimas notícias Edição anteriorSiga-nos no Twitter